Blogue

icono

#Ligar-se à GT

Se procura conteúdo de valorização exclusivo relacionado ao setor,

icono

Notícias do Setor

Nesta secção, mantê-lo-emos informado sobre o que acontece no setor automóvel.

icono

Falam sobre nós

Dê uma olhada nas aparições da GT Motive na imprensa internacional!

Diesel perderam a primazia na Europa em 2017
Fabricantes 07 Fevereiro 2018

Diesel perderam a primazia na Europa em 2017

Aí está a confirmação, numa análise da JATO: o diesel deixou de ser o combustível preferido dos condutores europeus, em 2017, e os motores gasolina tem agora a primazia.

Os automóveis com motores diesel passaram a ser a segunda escolha dos consumidores europeus, cada vez mais preocupados com o impacto dos testes viciados das emissões e com o anúncio de futuras restrições à circulação nas grandes cidades e até em alguns países da Europa. O cada vez maior número de pequenos motores turbo gasolina altamente eficientes, também contribuiu para a substituição do gasóleo, sobretudo nos segmentos mais baixos do mercado.

Em 2017, as vendas de automóveis na Europa cresceram 3,1% face ao ano anterior, para mais de 15,6 milhões de unidades. Os veículos com motores diesel somaram 6,77 milhões, recuando 7,9 face aos registos de 2016. Foi o volume de vendas diesel mais baixo desde 2013, quando a Europa estava no centro da grande crise. Os diesel representaram 43,8% do total das matrículas, o valor mais baixo desde 2003.

As vendas caíram em 25 dos 26 mercados analisados pela JATO, com a Letónia a ser a única exceção. A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) foi o único fabricante cujas vendas de automóveis diesel cresceram, embora apenas 0,3% face a 2016.

Em países como a Bélgica, França ou Luxemburgo, onde os diesel chegaram a ter 60% de quota de mercado, as quebras foram de entre 11% e 29%.

Apesar da crescente penetração das energias e combustíveis alternativos, a verdade é que foi a gasolina quem mais ganhou com o recuo dos diesel. As vendas de automóveis com motores gasolina aumentaram mais de 10%, em 2017, para mais de 7,73 milhões de unidades, ganhando 3 pontos de quota e fechando o ano com a taxa de penetração mais elevada da década.

As vendas de veículos com combustíveis alternativos, dos elétricos e híbridos ao GPL e GNC, cresceram 46,2% em 2017, para 738,3 mil unidades, correspondentes a uma quota recorde de 4,8% do mercado. O aumento da autonomia dos veículos elétricos e os incentivos à compra foram os motores deste crescimento.

Para quem faz mais de 25 mil quilómetros por ano, o diesel continua a ser a melhor opção, reforçada em Portugal pelo desigual tratamento fiscal, que beneficia os veículos de empresas com motores diesel, em detrimento das opções gasolina.

Fonte: www.automonitor.pt

Avaliação
 

Não há comentários

Deixe o seu comentário

A GT Motive informa-o que os dados de carácter pessoal que proporcione ao escrever um comentário serão tratados pela GT Motive S.L. A finalidade da recolha e tratamento dos seus dados pessoais é gerir os comentários e controlar o spam. A legitimidade realiza-se através do seu consentimento. Os dados que nos facilite, estarão situados nos servidores do nosso fornecedor de hosting Hetzner (www.hetzner.com/rechtliches/system-policies) na Europa. Ver política de privacidade de www.gtmotive.com : http://gtmotive.com/pt/politica-de-privacidade/. Poderá aceder, rectificar, limitar e eliminar os seus dados através de email dpo(@)gtmotive.com, como também o direito a apresentar uma reclamação a uma autoridade de controlo. Pode consultar aqui a nossa Política de Privacidade.

Artigos relacionados